Tudo que precisa saber sobre os novos live-actions da Disney: Parte I

by

Confesso que já não sei viver sem um live-action da Disney para chamar de meu, sério 

Para a minha imensa alegria, os estúdios de Hollywood estão investindo cada vez mais em criar versões humanas de clássicos que marcaram a nossa infância.

Sim, já existe uma fila com os próximos clássicos que terão uma versão live-action nos cinemas    

Pensando nisso, eu resolvi fazer uma lista com novidades sobre os próximos clássicos Disney que vão ganhar uma nova versão em breve. Are you ready?

 

O Rei Leão

Não faz muito tempo que comentei aqui algumas novidades sobre o filme, mas vale mencionar que ele deve ser o próximo live-action da Disney.

Reza a lenda que as filmagens começarão em maio, em Los Angeles. A nova versão do clássico tem data de estreia para 2018.

 

Mulan

Antes de mais nada, preciso reforçar que a nossa guerreira vai ganhar dois live-actions! Por enquanto, não achei novas informações além das já ditas aqui sobre a versão da Sony.

No fim da semana passada, a Disney contou algumas novidades sobre o live-action:

A direção ficará nas mãos de Niki Caro e a previsão de estreia também, socorro! Está marcada para novembro de 2018;

Agora vem a parte que ninguém esperava! A diretora disse que não haverá músicas no filme. Tipo, WHAT A HELL?

Sim, até onde eu sei não teremos músicas agora, para o horror dos meus filhos“, afirmou Niki.

Para a nossa alegria, Sean Bailey (presidente da Disney Motion Picture Production) promete que a história será mais empoderadora!

Mulan é, com certeza, uma história de empoderamento feminino, mas podemos adicionar algo novo, deixá-lo mais muscular, forte, com um toque de Ridley Scott. ”

 

Aladdin

O ano passado, a Disney anunciou que vamos ter uma versão live-action do casal mais amor das arábias.

O cineasta Guy Ritchie vai dirigir o filme e já está com a ideia de criar um musical superenergético. SOCORRO, JÁ QUERO!

“Minhas histórias são sobre malandros de rua. É isso que sei fazer. E o Aladdin é um clássico malandro que faz o bem”.

O roteiro ficará nas mãos de John August e ele pretende manter os elementos musicais da animação de 1992.

Outra coisa muito legal sobre o filme é que os estúdios estão em busca de atores que tenham ascendência árabe. PELA MOR, ERA O MÍNIMO, QUERIDOS!

No início do mês foi divulgado no Twitter um comunicado para as audições dos protagonistas, Jasmine e Aladdin.

De acordo com o site, Project Casting, a Disney queria atores entre 18 e 25 anos, que consigam cantar e tenham habilidades de dança.

Os ensaios começam em abril e as filmagens vão acontecer em julho de 2017 a janeiro de 2018, no Reino Unido. Sim, pode rolar Oriente Médio também!

Ufa, vou deixar você respirar um pouco depois de tanta informação do amor. Aliás, acho melhor você abastecer o seu estoque de arco-íris. E aí, o que achou? Conta para mim.

 

Já digno você saber que essa foi apenas a primeira parte e semana que vem tem mais 

 

Disney, Live-Action e Filmes. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!

Playlist com 15 músicas que eu escutava todos os dias nos anos 2000

by

Os anos 2000 foi a época que o rock me definiu de vez, mas sem deixar o pop 

 

Eu resolvi juntar o meu vício saudável pela música e também pela década dos anos 2000 em uma só playlist. Só para começar a semana com muito amor de diferentes décadas.

Acho digno reforçar que essa playlist definiu boa parte da minha vida 

Para você entender melhor como eu me sinto quando escuto essas canções aí vai o exemplo do amor: “Sabe aquela música que quando escuta já remete all star, meia de listras e cinto de rebite? ” Pois bem, é isso!

São 15 músicas que fazem exatamente isso comigo e vão trazer esse sentimento para você: “Avril Lavigne”, “Green Day” e “My Chemical Romance” são alguns dos artistas.

Eu escolhi algumas músicas que foram hits da época, mas também tem outras que só os fãs conhecem 

Mas a playlist também serve se você curte conhecer novos vícios, escutar músicas antigas ou simplesmente ama os anos 2000. Agora vem ouvir todo esse love lá no Spotify e aproveita para me seguir também. E aí, o que achou da playlist? Conta para mim.

 

Playlist, Anos 2000 e Adolescência. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!

Lista do amor com filmes de fantasia para assistir na Netflix

by

É para se inspirar nesse clima de fantasia que tomou conta da gente

Acho que já deu para perceber o quanto o meu estoque de arco-íris está transbordando nessa semana, né non?

Eu acredito que a vida seria chata se não tivesse uma toque de fantasia dos filmes e livros para nos levar à lugares distantes, duelos de espadas, feitiços…

É, eu sei, que estou falando igual a Bela neste exato momento, mas é inevitável 

Então, eu resolvi fazer uma listinha do amor com alguns dos filmes desse gênero que são muito amor para você assistir hoje na Netflix.

 

Para Sempre Cinderela

A Princesa Prometida

Stardust – O Mistério da Estrela

Hook – A Volta do Capitão Gancho

Encantada

 

Eu recomendo que comece com “Para Sempre Cinderela”, porque é uma versão maravilhosa da nossa princesa Danielle com Drew Barrymore e Anjelica Huston.

Agora, se você quer aventura, só assista “Hook – A Volta do Capitão Gancho” com o nosso Peter Pan, vulgo Robin Williams.

Eu amo “Encantada”, pela mor! Algumas atrizes que dublaram as Princesas Disney aparecem no filme: Bela, Ariel, entre outras. E aí, o que achou da lista? Conta para mim.

 

Netflix, Fantasia e Filmes. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!

Guia do amor para assistir ao live-action da Disney “A Bela e a Fera”

by

Finalmente, chegou o grande dia de assistir a nova versão de “A Bela e a Fera” nos cinemas 

É claro que o meu coração está batendo mais lento e mais rápido ao mesmo tempo só de imaginar que vou assistir novamente ao clássico que definiu a minha infância.

Sim, “A Bela e a Fera” é o meu filme favorito da Disney pelos seguintes motivos:

 

Ele foi a primeira animação dos estúdios Disney que eu assisti na vida lá em meados de 1994.

Também foi o primeiro desenho que assisti em VHS. Pela mor, isso é histórico!

É o único filme da Disney que me faz chorar na mesma cena desde que eu tinha 6 anos de idade.

A Bela é a minha princesa favorita, assim como o Adam é o meu príncipe favorito. Ou seja, ambos são insubstituíveis para mim.

Eu sempre choro quando escuto a versão de “Tale As Old As Time” de Céline Dion e Pablo Bryson.

Não é exagero nenhum dizer que minha “maior” coleção de mimos Disney é desse filme: chinelo, quebra-cabeça, Funko Pop, camafeu, almofada

 

Bom, agora que você já sabe um pouco mais sobre como surgiu o meu amor por ele, vamos ao guia do amor.

Eu separei três posts que fiz ao longo dessa espera interminável que merecem ser lidos novamente, porque provocaram gritos intensos.

1°: Saiu o primeiro cartaz do live-action “A Bela e a Fera”

2°: Segura o grito, pois saiu a imagem da Emma Watson como Bela!

3°: Saiu a imagem de Dan Stevens como príncipe Adam de “A Bela e a Fera”

 

Também separei algumas críticas que li ontem com spoiler free que me deixaram ainda mais ansiosa.

A primeira coisa que amei saber foi sobre a versão feminista maravilhosa que a atriz Emma Watson depositou na princesa Bela.

Não, a Bela não sofre de Síndrome de Estocolmo. Aliás, a atriz só aceitou o papel após ter certeza disso.

“Bela argumenta e discorda constantemente da Fera, mantendo sua independência e liberdade de pensamento”, declarou 

Amo polêmicas saudáveis e bem-sucedidas e quando saiu a notícia que haveria a primeira cena gay em um filme da Disney fiquei no chão com o lacre.

“LeFou é alguém que um dia quer ser Gaston e no outro dia quer beijar Gaston”, contou Josh Gad 

A lacradora do meu coração, Céline Dion canta uma música inédita chamada “How Does A Moment Last Forever”.

Acho digno você ouvir a playlist com todas as canções que fazem parte da trilha sonora do filme que está disponível no Spotify.

 

Por fim, vai arrancar lágrimas nada tímidas do meu ser novamente. A nova versão promete ser tão emocionante quanto a animação. E aí, qual é o seu nível de ansiedade? Conta para mim.

 

Disney, A Bela e a Fera e live-action. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!

Série de ilustras fofas fazem tributo aos clássicos oitenta de John Hughes

by

Não estou nada bem com essas ilustras do amor de John Hughes 

 

O ilustrador americano Dennis Salvatier criou uma série de ilustras muito, mas muito fofas mesmo inspiradas nos clássicos dos anos 80 do cineasta.

Acho digno você respirar fundo, porque se for dele como eu sou vai dar gritinhos 

Os personagens principais de cada filme ganharam uma versão cheia de amor e com algumas referências relacionada as suas respectivas histórias.

Clube dos Cinco, 1985

Os cinco amigos desse icônico filme conseguiram me deixar ainda mais apaixonada! Apenas, berro para a referência de “Eat My Shorts”.

Curtindo a Vida Adoidado, 1986 | Férias Frustradas, 1983

Não estou sabendo lidar com essa versão fofa do nosso rei Ferris Bueller. E o que dizer da carinha do Cameron?  

Já a família mais loucamente demais dos anos 80 está ainda mais amor. Aliás, esse é de longe o melhor filme da série.

A Garota de Rosa Shocking, 1986 | Gatinhas e Gatões, 1984

Pausa para admirar, amar e querer afofar o topete do Duckie. E essa mãozinha da Andie olhando para o Blane é para se apaixonar.

Olha só que amor esse bolo cupacke na mão do Jake Ryan! E esse sorriso metalizado do Ted está igualzinho.

Mulher Nota 1000, 1985 | Alguém Muito Especial, 1987

Ainda não superei esse sutiã na cabeça e cara deles igualzinha à cena em que a “criação” deles aparece.

Socorro, ele fez a Watts as segurando baquetas e usando as luvas que são tão marcantes no figurino dela. Estou passando mal!

É impossível eu escolher apenas uma ilustra, porque eu estou amando forte todas. Eu adorei os detalhes no figurino, as referências usadas e a homenagem.

John Hughes é o meu cineasta favorito, amado e admirado, então é impossível eu não babar aqui. E aí, o que achou das ilustras? Conta para mim.

 

Ilustras, John Hughes e Anos 80. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!