Tag Archives Anos 2000

3 lições que aprendi com as minhas séries dos anos 2000

by

Se a minha vida fosse igual as séries dos anos 2000, haja temporada do amor 💛

 

Eu fiquei devendo três lições que aprendi com algumas das minhas séries favoritas dos anos dois mil. Se quiser ver da oitenta e noventa é só clicar nas décadas aí.

Acredite, não foi fácil escolher apenas 3 séries, porque nessa época eu estava saindo da minha infância e entrando na adolescência.

Naquela década estrearam alguns amores eternos, com conflitos, frustrações e sentimentos dos quais me identifiquei como adolescente.

 

Acho digno você pensar na possibilidade de fazer uma maratona com alguns episódios dessas séries, porque o amor é intenso 😍

  

Gilmore Girls (2000-2007)

É inevitável não falar em Gilmore Girls sem imaginar três coisas: café, Stars Hollow e Where You Lead.

A série abordava a rotina, e principalmente a relação entre a mãe solteira Lorelai Gilmore com a sua filha adolescente Lorelai Gilmore.

A lição que aprendi, entre milhares durante as temporadas, foi como é importante você ser amiga da sua mãe. Ter em mente que ela é a sua melhor amiga e vice e versa.

Aliás, vale a pena mencionar o quanto é verídico que a chance de você ser muito parecida com a sua mãe é de 90% “para mais ou para menos”.

O seriado mostrava também o outro lado: quando mãe e filha não se entendem e não compartilham a vida uma com a outra e o resultado disso. Muitas brigas, mentiras e mágoas.

Mesmo elas convivendo muito juntas, uma não “invadia” o espaço da outra e isso também era muito legal.

Ainda bem que também tive uma relação tipo “tal mãe, tal filha” com a minha mamãe. E assistimos a 1° temporada da série juntas no sofá 💕

 

Canta comigo: “Where you lead, I will follow” ✨

 

Smallville (2001-2011)

Ai, durante seis anos eu cantarolei “Save Me” junto com a minha mãe na abertura de Smallville.

Pois é, eu não cheguei a assistir a série completa, porque teve uma época que o SBT parou de exibir, e depois de alguns anos quando fui acompanhar na Warner não curti muito o rumo que a série tomou.

Mas mesmo assim foi uma das séries que mais marcaram a minha adolescência, porque eu assistia todo o domingo antes de almoçar.

O seriado contou a trajetória de Clark Kent na adolescência, antes de virar o Super-Homem, e depois como jornalista e super-herói nas horas vagas.

A lição que aprendi com o seriado foi que todo mundo tem uma fraqueza, o famoso calcanhar de Aquiles, sabe? Não importa se é rico, como Lex Luthor, popular, como Lana Lang ou de aço, como Clark Kent.

 

Canta comigo: Somebody save me” ✨

 

Supernatural (2005- atualmente no ar, glorifica os irmãos Winchester!)

AAAAH, será mesmo que preciso dizer que a série Supernatural é a minha favorita? Eu acho que sim.

Eu sou a prova que amor verdadeiro de uma adolescente de 17 aninhos por uma série pode durar todas as temporadas que Eric Kripke quiser.

O seriado aborda a rotina dos irmãos Sam e Dean Winchester de “salvar pessoas, caçar coisas, o negócio da família”.

Entre essas coisas estão: demônios, fantasmas, monstros, anjos e até mesmo o tio Lu, também conhecido como Lúcifer.

A lição que aprendo um pouco a cada episódio é que a família, seja ela de sangue ou angelical, é o seu alicerce e a sua fraqueza ao mesmo tempo. Por coincidência, mais um seriado, o favorito dela, que assistia sempre com a minha mãe.

 

Conta comigo: “Carry on my wayward son” ✨

 

Apesar de ser apenas três séries, posso colocar The O.C na lista também. E aí, temos algum amor em comum? Conta para mim.

 

Lições, Séries e Anos 2000. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!

Projeto “12 Filmes em 1 Ano”: 3#: De Repente 30

by

De Repente 30 é aquele tipo de filme que todo mundo ama, sério 

 

É, eu sei que estou mais do que atrasada com o meu projeto “12 Filmes em 1 Ano, mas escolhi um amor em forma de filme para compensar.

“A gente não pode ter a casa dos sonhos, mas podemos chegar perto” Matt Flamhaff 

Não é exagero nenhum dizer que esse é o filme da década de 2000 mais assistindo por mim.

Mas eu confesso que não tenho certeza como eu o conheci, mas acredito que eu tenha alugado esse filme. Socorro, estou falando de locadoras!

De Repente 30 aborda a força de um pedido de aniversário. Além do famoso “nem sempre o que desejamos é o melhor para nós”.

Aliás, isso faz parte da lição mais importante que o filme trouxe para mim: Não queria ter a vida dos outros, faça a sua valer a pena.

É claro que isso não é uma exceção, mas na maioria das vezes nos esquecemos de dar valor aquilo que está diante de nós.

“Eu quero ter 30 anos. Ter 30 anos, namorar e ser bem-sucedida”. 

Jenna Rink é a prova fictícia que o conselho da minha mãe é a mais pura verdade: “Tudo tem o tempo certo de acontecer”.

É clichê, mas a vida real é cheia de coisas clichês se pararmos para pensar. Sim, as escolhas do presente afetam o nosso futuro.

Outra coisa muito legal que “De Repente 30” transmite é que segunda chance é real e que todos nós temos o poder de recomeçar. É só acreditar!

A trilha sonora me inspira, porque músicas como “Crazy for You”, “Vienna” e “Why Can’t I? ” possuem letras que falam por mim.

Mas a lição essencial que pude tirar desse filme é que a gente é quem comanda a nossa casa dos sonhos.

Love is a Battlefield!

 

Projeto, De Repente 30 e Anos 2000. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!

*Não autorizo outras blogueiras realizarem esse projeto. Pela mor, vamos respeitar a blogosfera      

Playlist com 15 músicas que eu escutava todos os dias nos anos 2000

by

Os anos 2000 foi a época que o rock me definiu de vez, mas sem deixar o pop 

 

Eu resolvi juntar o meu vício saudável pela música e também pela década dos anos 2000 em uma só playlist. Só para começar a semana com muito amor de diferentes décadas.

Acho digno reforçar que essa playlist definiu boa parte da minha vida 

Para você entender melhor como eu me sinto quando escuto essas canções aí vai o exemplo do amor: “Sabe aquela música que quando escuta já remete all star, meia de listras e cinto de rebite? ” Pois bem, é isso!

São 15 músicas que fazem exatamente isso comigo e vão trazer esse sentimento para você: “Avril Lavigne”, “Green Day” e “My Chemical Romance” são alguns dos artistas.

Eu escolhi algumas músicas que foram hits da época, mas também tem outras que só os fãs conhecem 

Mas a playlist também serve se você curte conhecer novos vícios, escutar músicas antigas ou simplesmente ama os anos 2000. Agora vem ouvir todo esse love lá no Spotify e aproveita para me seguir também. E aí, o que achou da playlist? Conta para mim.

 

Playlist, Anos 2000 e Adolescência. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!

Playlist com 15 músicas que me transformam na Bridget Jones

by

Sim, o meu famoso “porque um hino é um hino” virou playlist 

Eu resolvi juntar o meu vício saudável pela música e também pelos clássicos, principalmente dos anos 80, 90 e 2000 em uma única playlist. Só para começar a semana com muitos hinos de diferentes décadas.

Já aviso você vai fazer a Bridget Jones tocando bateria no ar, assim como eu enquanto estiver ouvindo essa playlist  

playlist-hinos-spotify

Para você entender melhor como eu me sinto quando escuto essas canções aí vai o exemplo do amor: “Sabe aquela música que quando você escuta já remete a refrão que define a sua vida? ”  Pois bem, é isso!

São 15 canções que fazem exatamente isso comigo e vão trazer esse sentimento para você: “Nirvana”, “Guns N’ Roses”, “George Michael” e “Spice Girls” são alguns dos artistas que fazem parte dessa lista.

Quem me conhece sabe que eu vivo dizendo “Porque um hino é um hino” 

Mas a playlist também serve se você curte conhecer novos vícios, escutar músicas antigas ou simplesmente é a Bridget. Agora vem ouvir todo esse love lá no Spotify e aproveita para me seguir também. E aí, o que achou da playlist? Conta para mim.

Playlist, Bridget Jones e Hinos. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!

Pode gritar, porque Lindsay Lohan quer fazer Meninas Malvadas 2

by

Lindsay Lohan quer fazer o barro acontecer em 2017 

Eu necessito começar o ano com a notícia do amor sobre as Meninas Malvadas, né non? Não estou sabendo lidar até agora com isso, mas vamos lá!

Sim, o meu lado Regina George grita enquanto eu escrevo esse post 

meninas-malvadas-lindsay-lohan

Durante uma transmissão ao vivo para o canal da CNN, a atriz Lindsay Lohan disse que está fazendo de tudo para convencer os produtores e o estúdio a fazerem uma sequência do filme de 2004.

 “Eu tenho tentado com todas as forças fazer um ‘Meninas Malvadas 2′. Não está nas minhas mãos. Sei que Tina Fey e Lorne Michaels, e todos da Paramount são bem ocupados, mas eu vou continuar insistindo e forçando até que a gente faça“ 

A minha, a sua, a nossa eterna Cady vai além e já pensou até no elenco lacrador, com Jamie Lee Curtis e Jimmy Fallon.

Eu já até escrevi um rascunho, então só preciso de uma resposta. Conheço o Mark Waters, que foi o diretor, sei que ele toparia feliz“ 

Eu sei que já existe um “Meninas Malvadas 2”, mas não é com o elenco original. Logo, não fez o barro acontecer!

Quando surgiu essa notícia lá no fim do ano passado eu fiquei sem palavras de tanta felicidade! Mas ao mesmo tempo o meu lado racional sabe que é quase impossível reunir o elenco original.

Vale a pena lembrar que o ano passado trouxe uma “vibe revival” incrível com novas produções de filmes e séries antigas com o elenco original, então há uma esperança.

Para mim, só aceito se tiver as verdadeiras “Poderosas”, pela mor. E aí, o que achou da notícia? Conta para mim.

 

Meninas Malvadas, Lindsay Lohan e Regina George. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!