Série de ilustras fofas fazem tributo aos clássicos oitenta de John Hughes

Em 13.03.2017   Arquivado em Besteirinhas

Não estou nada bem com essas ilustras do amor de John Hughes 

 

O ilustrador americano Dennis Salvatier criou uma série de ilustras muito, mas muito fofas mesmo inspiradas nos clássicos dos anos 80 do cineasta.

Acho digno você respirar fundo, porque se for dele como eu sou vai dar gritinhos 

Os personagens principais de cada filme ganharam uma versão cheia de amor e com algumas referências relacionada as suas respectivas histórias.

Clube dos Cinco, 1985

Os cinco amigos desse icônico filme conseguiram me deixar ainda mais apaixonada! Apenas, berro para a referência de “Eat My Shorts”.

Curtindo a Vida Adoidado, 1986 | Férias Frustradas, 1983

Não estou sabendo lidar com essa versão fofa do nosso rei Ferris Bueller. E o que dizer da carinha do Cameron?  

Já a família mais loucamente demais dos anos 80 está ainda mais amor. Aliás, esse é de longe o melhor filme da série.

A Garota de Rosa Shocking, 1986 | Gatinhas e Gatões, 1984

Pausa para admirar, amar e querer afofar o topete do Duckie. E essa mãozinha da Andie olhando para o Blane é para se apaixonar.

Olha só que amor esse bolo cupacke na mão do Jake Ryan! E esse sorriso metalizado do Ted está igualzinho.

Mulher Nota 1000, 1985 | Alguém Muito Especial, 1987

Ainda não superei esse sutiã na cabeça e cara deles igualzinha à cena em que a “criação” deles aparece.

Socorro, ele fez a Watts as segurando baquetas e usando as luvas que são tão marcantes no figurino dela. Estou passando mal!

É impossível eu escolher apenas uma ilustra, porque eu estou amando forte todas. Eu adorei os detalhes no figurino, as referências usadas e a homenagem.

John Hughes é o meu cineasta favorito, amado e admirado, então é impossível eu não babar aqui. E aí, o que achou das ilustras? Conta para mim.

 

Ilustras, John Hughes e Anos 80. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!

 

A notícia do amor é que saiu teaser da segunda temporada de Stranger Things

Em 06.02.2017   Arquivado em Pipoca

stranger-things-netflix-segunda-temporada_

Não estou sabendo lidar com essa referência do amor de Stranger Things aos Caça-Fantasmas 

Finalmente, a Netflix liberou o teaser do amor mostrando o que a segunda temporada de “Stranger Things” nos reserva.

Já aviso que o vídeo é curtinho, mas dá para ter uma ideia do lacre que vai ser essa nova temporada 

Preciso dizer que pirei muito com o comercial oitenta que aparece logo no início, porque estamos falando de Eggo.

Outra coisa que merece ser mencionada é que alguém grita por Elevenpode ter sido sonho ou realidade – mas vale dizer que ela ouviu.

Apenas, berro ao ver Dustin, Mike e Luccas vestidos de Caça Fantasmas! Bom, dá para ver que é Halloween em Hawkins Middle School.

A falta do Will no grupo só aumenta a minha agonia do quanto ele está cagado 

stranger-things-netflix-segunda-temporada

Sim, parece que Demogorgon está de volta, porque o mundo está virando de ponta-cabeça e Will é novamente vítima da criatura!

Aliás, no fim da primeira temporada dá para ter uma ideia de que o Will não era mais o mesmo, né non? Socorro, é muito pouco tempo para pensar em tantas teorias, mas não consigo evitar.

Save the date: A segunda temporada deStranger Things chega em outubro na Netflix

Não sei você, mas eu vou fazer maratona da primeira temporada para aliviar a ansiedade. E aí, o que achou do teaser? Conta para mim.

 

Stranger Things, Netflix e Séries. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!

 

5 filmes da Sessão da Tarde que completam 30 anos em 2017

Em 27.01.2017   Arquivado em Pipoca

filmes_sessão_da-tarde_30_anos

Só de imaginar esses clássicos da Sessão da Tarde completando 30 anos já fico sem ar 

Se você foi uma criança noventa com certeza passava as tardes assistindo aos clássicos dos anos 80 na tevê.

Eu posso afirmar que a minha veia cinéfila surgiu graças a Sessão da Tarde e me sinto privilegiada por ter conhecido tanto filme do amor graças a ela.

Sim, a minha paixão pelo meu cineasta favorito John Hughes surgiu graças ao meu controle remoto 

filmes-sessão-da-tarde-30-anos

Mas entre tantos amores inesquecíveis que surgiram por lá, eis que cinco deles estão prestes a completar 30 aninhos!

 

Os Garotos Perdidos

Dirty Dancing

Alguém Muito Especial

Três Solteirões e um Bebê

Namorada de Aluguel

 

O primeiro filme de vampiro que lacrou o meu coração foi “Os Garotos Perdidos” com o meu crush Kiefer Surtherland, vulgo David.

Ele conta a história de dois irmãos que se mudam para a cidade de Santa Clara com a sua mãe. Apesar do lugar ser bem parado, coisas estranhas começam a acontecer quando Michael (irmão mais velho) resolve se juntar ao bando de vampiros David.

O nosso eterno vó Richard Gilmore faz esse filme 

 

O único filme da lista que eu não conheci na Sessão da Tarde, e sim, ouvindo a trilha sonora na patinação da minha prima.

“Dirty Dancing” é o musical que mostra as férias da família Houseman no resort Catskills. Graças a melancia, Baby tem o seu primeiro contato com a dança e com o Johnny Castle. Além de aprender uma coreografia lacre, leva o instrutor de brinde.

Sem exagero, esse é o filme que mais assisti na vida! 

É claro que tinha que ter clássico do amor de John Hughes aqui, né non? Sim, estou falando de “Alguém Muito Especial”.

Ele conta a história do meu ruivo lacrador Keith Nelson que tem um crush pela garota mais popular do colégio. Na tentativa de conquista-la, ele pede ajuda para a sua melhor amiga Watts que é apaixonada por ele.

Spoiler: Keith e Watts protagonizam uma das minhas cenas de beijo favoritas do cinema 

 

“Três Solteirões e um Bebê” é aquele clássico que você assistia já pensando na lenda urbana do menino fantasma.

O filme fala sobre três amigos que dividem um apartamento e de repente encontram um bebê na porta de casa. A pimpolha é supostamente filha de um dos muitos casos de Jack e acaba arranjando muita confusão.

Apenas um dos filmes mais clássicos da minha infância “Sessão da Tarde” 

 

“Namorada de Aluguel” é o meu filme favorito do Patrick Dempsey que faz o meu coração bater mais rápido e mais lento até hoje.

Ronald Miller sempre sonhou em ser popular na escola, mas quando descobre que a “garota dos sonhos” precisa de 1000 dólares ele tem uma ideia bem cagada. Ronald resolve emprestar o dinheiro em troca de Cindy fingir ser a namorada dele.

Quem nunca sonhou em andar com o crush no cortador de grama, pela mor 

 

E aí, qual desses quase trintões trouxe muita confusão para as suas tardes? Conta para mim.

Sessão da Tarde, Anos 80 e Filmes. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!

 

Projeto “12 Filmes em 1 Ano”: 1# Clube dos Cinco de John Hughes

Em 25.01.2017   Arquivado em Pipoca

projeto-frases-clube-dos-cinco_

Clube dos Cinco é o tipo de filme para guardar para a vida, sério 

 

Acredite, foi uma tarefa muito difícil escolher qual seria o filme que iria abrir o meu projeto “12 Filmes em 1 Ano”, mas deixei o coração me levar.

“E essas crianças em que você cospe enquanto elas tentam mudar seus mundos, são imunes aos seus conselhos, elas sabem muito bem pelo o que estão passando. ” David Bowie

projeto-clube-dos-cinco-john-hughes

John Hughes foi o cineasta que mais entendeu o que os jovens da época sentiam, aliás o mesmo sentimento que é compartilhado até hoje pelas novas gerações que surgiram ao longo desses 30 anos.

 A primeira vez que assisti “Clube dos Cinco” foi quando eu ainda era uma pequena gótica suave durante a minha infância noventa. 

Clube dos Cinco aborda os rótulos que todo mundo gosta de colocar nas pessoas, mas ninguém gosta de ter. Além de como isso pode influenciar negativamente nas nossas vidas.

Aliás, isso faz parte da lição mais importante que o filme trouxe para mim: você pode perder a chance de conviver com pessoas incríveis por conta do seu preconceito idiota.

“Mas acho que você está louco por nos fazer escrever um texto dizendo o que nós pensamos de nós mesmos. Você nos enxerga como você deseja nos enxergar. ” 

Cérebro, Atleta, Caso Perdido, Princesa e Criminoso foram as vozes que deram vida ao desabafo real de uma das cenas mais icônicas do filme!

É a cena em que cada um explica o motivo que os deixou de castigo na escola em pleno sábado de manhã.

Durante o diálogo, eis que surge a frase que também faz parte de uma das lições que aprendi: “Todos nós somos bem bizarros. Alguns de nós apenas são melhores escondendo, só isso”.

Eu disse desabafo real, porque não tinha falas no roteiro original e John Hughes autorizou os atores a improvisarem. Tipo, coisa de gênio! 

A trilha sonora me inspira, porque músicas como “Don’t You Forget About Me” e “We Are Not Alone” possuem letras que falam por mim.

Mas a lição essencial que pude tirar desse filme é lembrar todos os dias que a sociedade me vê do jeito que ela quiser, mas não posso me esquecer de quem eu realmente sou.

Isso responde a sua pergunta? Sinceramente, o Clube dos Cinco.”

Projeto, Filmes e Anos 80. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!

*Não autorizo outras blogueiras realizarem esse projeto.  Pela mor, vamos respeitar a blogosfera

 

Ilustras fofas inspiradas no clássico dos anos 80 “Clube dos Cinco”

Em 16.01.2017   Arquivado em Besteirinhas

Já estou aqui cantando Simple Minds com a mão para cima como se estivesse nos anos 80

 

O ilustrador James Lancett resolveu transformar os personagens oitenta do Clube dos Cinco em ilustras maravilhosamente fofas.

A Princesa, o Criminoso, o Atleta, o Caso Perdido e o Cérebro ganharam uma versão que lembra ilustrações de livro infantil. Ele fez uma releitura inspirada em uma das poses icônicas dos personagens, encostados no armário da escola.

clube-dos-cinco-ilustras-80

Eu acho digno você levantar o braço para cima agora como se fosse o John Bender 

clube-dos-cinco-ilustras

O que dizer sobre essa cara de mau do nosso criminoso? O coração já bate mais forte por aqui.

clube-dos-cinco-ilustras-criminoso

Já o nosso atleta manteve o cabelo loiro lacrador muito bem penteado, assim como no filme.

clube-dos-cinco-ilustras-atleta

A princesa lacradora da minha vida continua a rainha do baile até como ilustra, pela mor.

clube-dos-cinco-ilustras-princesa

O Caso Perdido vem toda gótica suave com a franja cobrindo os olhos. Bem estranha e perfeitinha. Para fechar, o cérebro está com aquela cara de nerd fofo desengonçado que é terrivelmente apaixonante.

clube-dos-cinco-ilustras-cérebro

Nem preciso mencionar o quanto eu não superei a riqueza de detalhes e a perfeição absoluta dessas ilustras, né non?

Se eu tivesse que escolher uma favorita seria a Claire, porque estamos falando da Molly! E aí, o que achou dessa versão? Conta para mim.

 

Clube dos Cinco, Ilustras e Anos 80. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!

 
Página 1 de 6123456