Tag Archives Clássicos

A notícia do amor é sobre os atores para o live-action “Aladdin” da Disney

by

Eu sei que ainda falta para cantar “A Whole New World” mas quero Aladdin para ontem 💖

 

Se você ainda não sabe – provavelmente, porque não leu esse post aqui – a Disney vai produzir um live-action de Aladdin.

Só que mesmo depois de uma seleção mundial feita pelos estúdios para achar os protagonistas, ainda não temos um Aladdin e Jasmine para chamar de nossos, socorro!

 Ministério da minha saúde adverte: Pela mor, não fazer 💩 no clássico da minha infância. Grata ✨

 

A Disney já considerou os ingleses Dev Patel (Lion) e Riz Ahmed (Rogue One) para interpretar o nosso príncipe do oriente, vulgo Aladdin, mas ambos perderam força nas negociações, porque o estúdio quer alguém desconhecido para o papel.

Outros nomes “novatos” que foram mencionados para viver o príncipe foram: Achraf Koutet, Mena Massoud e George Kosturos.

Já para a princesa Jasmine, as atrizes Naomi Scott (Power Rangers) e Tara Sutaria (Grease) foram cotadas para o papel.

Aliás, já está rolando críticas sobre a escolha de Naomi, afinal de contas, ela foge da etnia da nossa princesa Disney ✨

Para interpretar o vilão Jafar, o ator Tom Hardy é bastante cotado para o papel – Socorro, eu amo o Tonzinho gostosinho, mas nada a ver, minha gente linda – assim fica difícil defender você, Disney!

O ator Will Smith deve dar vida ao Gênio. É, eu sei que será uma tarefa quase impossível depois de Robin Williams no papel.

Save the date: O live-action “Aladdin” não tem data para ser laçado, mas deve ser por volta de 2019 ✨

Só digo que depois do espetáculo que foi “A Bela e a Fera” e “Cinderela”, os nossos amores do Oriente merecem lacração do amor. E aí, o que achou das novidades? Conta para mim.

 

Disney, Aladdin e Live-actions. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!

5 lições que aprendi com os clássicos aniversariantes de junho da Disney

by

O mês de junho foi tão magia Disney que precisava falar disso aqui, sério 

 

Se você viveu a sua infância entre os anos 80, 90 ou início de 2000, a probabilidade de ter assistido muita animação Disney em VHS é grande!

Acho digno você se preparar para a vontade de assistir esses clássicos na Netflix depois de ler esse post 

Já que alguns clássicos Disney que os meus pais alugaram para mim lá em “1990 alguma coisa” sopraram ou ainda vão soprar velinhas em junho, resolvi listar 5 lições que aprendi com eles.

1. O Rei Leão, 1994

“Quando o mundo vira as costas para você, você vira as costas para o mundo” – foi a frase dita pelo Timão que coloquei em prática ainda na infância numa vez em que ninguém quis ser a minha dupla no trabalho da escola, e sozinha tirei a nota mais alta da turma.

2. Lilo e Stitch, 2002

“Ohana quer dizer família, família quer dizer nunca mais abandonar, ou esquecer” –  foi a frase dita pelo Stitch que mostrou para mim que mesmo que não seja perfeita, a minha família é a coisa mais preciosa que tenho na vida.

3. O Corcunda de Notre Dame, 1996

“A minha vida toda você disse que o mundo era um lugar cruel e sombrio. Mas agora vejo que o que há de cruel e sombrio são pessoas como você” –  foi a frase dita pelo Quasimodo que me fez perceber que às vezes as pessoas dizem coisas com um único objetivo: machucar.

4. Toy Story 3, 2010

“O que faz o Woody especial é que ele nunca desiste de você. Nunca. Ele vai estar contigo para o que der e vier” – foi a frase dita pelo o Andy que mostrou para mim o quanto fui feliz com os meus brinquedos, e que sem eles a minha infância teria sido bem menos divertida.

5. Hércules, 1997

“Um verdadeiro herói não é medido pelo tamanho de sua força, mas a força de seu coração” – quando ouvi essa frase em Hércules percebi que a minha força para enfrentar as pessoas estava dentro de mim.

Sim, todas essas frases fizeram parte de momentos reais da minha infância ou da minha fase adulta, no caso de Toy Story 3 

Sabe quando você escuta um estalo imaginário saindo de dentro da sua cabeça, e te dizendo: é isso! É exatamente o que essas frases fizeram comigo. E aí, você tem algum clássico Disney que te ensinou algo? Conta para mim.

 

Disney, Infância e Frases. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!

Playlist Aniversário com 15 músicas para celebrar meus 29 anos

by

É claro que precisava de uma playlist aniversário para celebrar 

 

Eu resolvi juntar o meu vício saudável pela música e também os meus 29 aninhos glitterosos em uma só playlist. Só para comemorar a minha nova idade com muito amor de diferentes décadas.

Balões, unicórnio e muito glitter para mim só para começar

Para você entender melhor como eu sinto quando escuto essas canções aí vai o exemplo do amor: “Sabe aquela música que quando escuta já remete a bolo, brigadeiro e inspiração sobre como viver a nova idade que chegou? Pois bem, é isso!

Eu acho digno você ouvir essa playlist como se estivesse celebrando meus 29 anos, pela mor! Aliás, a cada duas músicas uma é sobre aniversários.

São 15 músicas que fazem exatamente comigo e vão trazer esse sentimento para você: “The Beatles”, “Ed Sheeran” e “The Strokes” são alguns dos artistas da lista.

Sim, tem anos 80, 90, 2000 e novinhas que definem tudo que estou sentindo atualmente 

Mas a playlist também serve se você curte conhecer novos vícios, escutar músicas antigas ou simplesmente ama essa gótica suave noventa aqui. Agora vem ouvir todo esse love lá no Spotify e aproveita para me seguir também. E aí, o que achou da playlist? Conta para mim.

 

Playlist, Aniversário e Bolo. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!

Série de ilustras fofas fazem tributo aos clássicos oitenta de John Hughes

by

Não estou nada bem com essas ilustras do amor de John Hughes 

 

O ilustrador americano Dennis Salvatier criou uma série de ilustras muito, mas muito fofas mesmo inspiradas nos clássicos dos anos 80 do cineasta.

Acho digno você respirar fundo, porque se for dele como eu sou vai dar gritinhos 

Os personagens principais de cada filme ganharam uma versão cheia de amor e com algumas referências relacionada as suas respectivas histórias.

Clube dos Cinco, 1985

Os cinco amigos desse icônico filme conseguiram me deixar ainda mais apaixonada! Apenas, berro para a referência de “Eat My Shorts”.

Curtindo a Vida Adoidado, 1986 | Férias Frustradas, 1983

Não estou sabendo lidar com essa versão fofa do nosso rei Ferris Bueller. E o que dizer da carinha do Cameron?  

Já a família mais loucamente demais dos anos 80 está ainda mais amor. Aliás, esse é de longe o melhor filme da série.

A Garota de Rosa Shocking, 1986 | Gatinhas e Gatões, 1984

Pausa para admirar, amar e querer afofar o topete do Duckie. E essa mãozinha da Andie olhando para o Blane é para se apaixonar.

Olha só que amor esse bolo cupacke na mão do Jake Ryan! E esse sorriso metalizado do Ted está igualzinho.

Mulher Nota 1000, 1985 | Alguém Muito Especial, 1987

Ainda não superei esse sutiã na cabeça e cara deles igualzinha à cena em que a “criação” deles aparece.

Socorro, ele fez a Watts as segurando baquetas e usando as luvas que são tão marcantes no figurino dela. Estou passando mal!

É impossível eu escolher apenas uma ilustra, porque eu estou amando forte todas. Eu adorei os detalhes no figurino, as referências usadas e a homenagem.

John Hughes é o meu cineasta favorito, amado e admirado, então é impossível eu não babar aqui. E aí, o que achou das ilustras? Conta para mim.

 

Ilustras, John Hughes e Anos 80. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!

Lista do amor com filmes rock para assistir na Netflix

by

Não dá para negar que rock e Netflix são meus gêneros favoritos, né non? 

 

Se você é leitora assídua do blog já deve ter percebido o quanto eu amo rock, principalmente clássico, porque é o melhor gênero musical do mundo.

Mas outra coisa que eu amo é quando música e cinema se encontram. Pela mor, dois mozões da minha vida!

Acho digno compartilha que enquanto escrevo esse post estou ouvindo Kiss no último volume 

  

Então, eu resolvi selecionar alguns dos meus filmes favoritos que são muito amor e guitarra para você assistir hoje na Netflix.

 

The Runaways

De Volta para o Futuro

Scott Pilgrim Contra o Mundo

Sexo, Rock e Confusão

Purple Rain

Cobain: Montage of Heck

 

Eu recomendo que você comece com “Purple Rain”, porque simplesmente é o filme do príncipe lacrador do pop, vulgo Prince.

Agora se você quer filme noventa com trilha sonora do amor + discos e Liv Tyler, só assista “Sexo, Rock e Confusão”.

Pela mor, “De Volta para o Futuro” nem preciso dizer que você deve assistir. Apenas: Marty McFly, o maior sonho que você respeita e admira.

Apesar de ser documentário, “Cobain: Montage of Heck” é uma ótima maneira de comemorar os cinquenta anos de Kurt Cobain. E aí, o que achou da lista? Conta para mim.

 

Netflix, Rock e Filmes. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!