Tag Archives Filmes

Projeto #5 | 12 Filmes em 1 Ano: Caindo na Real

by

Caindo na Real é aquele tipo de filme para deixar do ladinho do aparelho de blu-ray 💖

 

Muita coisa aconteceu neste segundo semestre, como bem vocês sabem, mas é claro que não me esqueci do projeto “12 Filmes em 1 Ano”.

“Querida, tudo o que tens na idade dos 23 é seres tu mesma. ” – Troy Dyer ✨

 

Não é exagero dizer que essa comédia romântica dos anos noventa é uma das minhas favoritas. E digo mais: se você tem entre 23 e 29 anos a chance de se identificar com as situações que o filme apresenta é muito grande.

Eu me lembro que sempre quis assistir esse filme, principalmente por conta do elenco e a Wino, minha musa noventa. Até que em um sábado à noite de tédio on, o canal TCM salvou a minha vida.

Caindo na Real aborda as expectativas, as angústias, as frustrações e os amores que faziam parte da geração de jovens dos anos 90 que acabava de sair da faculdade.

É impossível não se identificar com a Lelaina Pierce, interpretada por Winona Ryder, logo no início com o seu discurso de formatura:

 

“E eles perguntam-se, porque é que aqueles que estão nos vinte se recusam a trabalhar 80 horas por semana só para que possamos comprar-lhes os BMW’s.

Porque não estamos interessados na cultura que eles inventaram como se não víssemos a decadência da revolução deles por um par de tênis.

Mas a questão mantém-se. O que é que vamos fazer agora? Como podemos recuperar os estragos que herdámos?

Caros colegas, a resposta é simples.  A resposta é. Eu não sei. ” ✨    

 

 Vale mencionar, que durante o filme ela grava um documentário dos seus amigos, formado por fragmentos da personalidade e fatos que ocorrem na vida de cada um deles. A ideia é usá-lo como portfólio para o emprego dos sonhos.

As citações e os comentários irônicos, porém maravilhosos, de Troy Dyer, interpretado pelo Ethan Hawke fazem toda a diferença no enredo.

Eu tenho que admitir que ele é um típico filho da puta lindo da porra, vocalista de banda. Culpado pela nossa quedinha por caras com carinha de bebê que vão fazer a gente sofrer.

Mas mesmo assim o filme não seria o mesmo sem ele. Oh só:

“Alô! Acaba de ligar para o nosso ‘Inverno de descontentamento’. ” ✨

 

Como eu citei lá encima, Caindo na Real mostra assuntos daquela recém-criada geração, e que também fazem parte dessa nova realidade dos jovens, como: gays, AIDS, sexo casual, carreira, alienação… Ou seja, tudo que o que você pode vivenciar quando termina a faculdade.

É Aquela fase que você não é adulto ainda, mas também não é mais adolescente e que não é porque você foi um bom aluno, que a sua vida profissional está garantida no mundo real.

AAAAH, não posso deixar de mencionar uma das minhas cenas que definem algo que um dia irei fazer.

Pedir para o dono do mercado aumentar o volume para poder a cantar e dançar a minha música favorita com os meus amigos.

“My, my, my, aye, aye, whoa! M-m-m-my Sharona” ✨

 

Já que eu falei de música, a trilha sonora de Caindo na Real é a cara dos filmes dos anos 90, repleta de canções e bandas que definem a maravilha que é o longa. As minhas favoritas são Stay (Lisa Loeb) e All I Want is You (U2).

A principal lição que aprendi com esse clássico noventa é que a pior coisa que você pode fazer consigo mesmo é viver baseado na sua expectativa de vida perfeita.

E a resposta é simples é porque somos imperfeitos e não podemos ser forçados a viver uma vida que não corresponde à nossa realidade. E aí, consegui fazer você quer assistir? Conta para mim.

*Não autorizo outras blogueiras realizarem o projeto “12 Filmes em 1 Ano”. Pelo amor, vamos respeitar a blogosfera. 

Projeto, Caindo na Real e Anos 90. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!

Especial Halloween | 31 filmes para você assistir no Dia das Bruxas

by

Halloween é a minha data comemorativa favorita, aliás sou uma bruxa do amor 👻

 

Para comemorar o “Dia das Bruxas” como travessuras e gostosuras, eu fiz uma listinha com 31 filmes que são perfeitos para fazer aquela maratona linda hoje.

Um dos meus sonhos é um dia passar essa data lá nos Estados Unidos, com a porta da minha casa cheia de abóboras ✨  

Mas antes de listar os clássicos, muitos deles, que fazem parte da minha maratona pessoal, preciso dizer que selecionei três tipos de gênero diferentes: infantil, terror, suspense e romance.

 

1 – Abracadabra, 1993

2 – Gasparzinho, o Fantasminha Camarada, 1995

3 – O Estranho Mundo de Jack, 1993

4 –  O Feitiço das Gêmeas, 1993

5 –  Elvira, a Rainha das Trevas, 1988

6 –  Convenção das Bruxas, 1990

7 A Família Addams, 1991

8 –  A Família Addams II, 1993

9 –  As Bruxas de Eastwick, 1987

10 – Um Passe de Mágica, 1997

11 – O Garoto do Futuro, 1985

12 – Sabrina, Aprendiz de Feiticeira, 1996

13 –  Harry Potter: qualquer filme da saga  💌

14 –  O Iluminado, 1980

15 O Labirinto, A Magia do Tempo, 1986

16 –  O Massacre da Serra Elétrica, 1974

17 –  Pânico, 1996

18 –  Eu Sei o que Vocês Fizeram no Verão Passado, 1997

19  A Hora do Pesadelo, 1984

20 Os Fantasmas Se Divertem, 1988

21 – Jovens Bruxas, 1996

22 –  Sexta-Feira 13, 1980

23 – Halloween, A Noite do Terror, 1978

24  Psicose, 1960

25 O Exorcista, 1973

26 – The Rocky Horror Picture Show, 1975

27 –  Da Magia à Sedução, 1998

28 – Premonição, 2000

29 –  Os Outros, 2001

30 – Carrie, A Estranha, 1976

31 – Entrevista com o Vampiro, 1994

 

Já deu para perceber que não estava exagerando quando disse que só relacionei os clássicos!

Me deu até vontade de largar tudo o que eu estou fazendo agora, e correr para sala para assistir alguns deles que tenho na minha coleção. E, aí algum favorito em comum?

 

Halloween, Filmes e Clássicos. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!

#03 BEDA | Notícia do amor sobre “O Diário da Princesa 3”

by

O Diário da Princesa 3 é um sonho que eu quero que aconteça 👑

 

Já que hoje o filme “O Diário da Princesa” assopra 16 velinhas, resolvi aproveitar a data especial para dar uma notícia do amor.

Não é a primeira vez que falo sobre a lenda urbana envolvendo o terceiro filme da nossa querida Mia Thermopolis, mas parece que agora vai sair do papel!

Vale lembrar que Anne Hathaway (Mia), Julie Andrews (Clarisse) e Hector Elizondo (Joe) já disseram que topam fazer mais um filme da franquia 💓

A autora do livro Meg Cabot, deu uma entrevista e falou que existe até um roteiro – pausa permitida para gritos – mas que não tem permissão para falar a respeito.

Quem sabe? Pode acontecer, como dissemos. Não tenho permissão para dizer. Eu adoraria sentar e falar sobre isso, mas não posso. Não tenho permissão.

 

Mas é realmente seguindo mais o filme do que o livro, então se ela – a última versão que eu li, ela definitivamente não descobriu que tem uma irmã mais nova… O que pessoalmente acharia hilário, mas essa não era a direção que eles estavam indo.

Aliás, sobre a irmã mais nova da Mia, a Olivia, a personagem tem o seu próprio livro, um spin-off que chama “Diário da Princesa Improvável”. Mas é pouco provável que ela apareça no filme.

Preciso dizer que o diretor Garry Marshall estava trabalhando na produção de O Diário da Princesa 3 quando faleceu o ano passado, ou seja, seria uma ótima chance para um tributo a ele. E tem mais:

Não temos um ok ainda, mas estamos trabalhando nisso e espero encontrar todo mundo de novo e voltar à Genóvia. Então, se vamos voltar a fazer isso, queremos ter certeza que não vamos decepcionar ninguém. Não queremos fazer nada que seja menos do que absolutamente incrível”. Anne Hathaway

Apesar de não gostar muito do segundo filme, eu acho que os fãs do livro e o Garry merecem ver Mia mais uma vez nos cinemas. E aí, o que achou da notícia? Conta para mim.

 

Disney, O Diário da Princesa e Beda. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!

Lista do amor “Casamento” para assistir na Netflix

by

Confesso, que adoro ver um filme de casamento de vez em quando 😍

 

Véu, grinalda, vestido de noiva dos sonhos e barracos matrimoniais, quase sempre são ingredientes de uma fórmula perfeita de filmes de casamento.

Enquanto escrevo esse post, estou cantarolando mentalmente a marcha nupcial, porque sou dessas ✨

Já que estou no clima de casório, resolvi fazer uma lista do amor com alguns filmes que estão no catálogo da Netflix que valem dizer “sim, eu aceito” assistir neste fim de semana.

Já aviso que a probabilidade de a gente ter o mesmo queridinho noventa em comum é muito grande nesse momento 💐

 

 

Vestida para Casar

O Casamento do Meu Melhor Amigo

Casa Comigo?

Licença para Casar

Noivas em Guerra

 

Aqui tem uma mistura maravilhosa de filmes dos anos 90 e 2000 que arrancam risadas de mim e dois deles que choro sempre – acho que dá para ter uma desconfiança de quais são – que vivem na minha lista.

Eu recomendo que você comece com a lacração mais amor noventa de todos, “O Casamento do Meu Melhor Amigo”, porque sim.

“Vestida para Casar” é outro amorzinho que sempre assisto, porque além de ter várias cenas apaixonantes e hilárias, estou falando da eterna Izzie de Grey’s!

Socorro, “Casa Comigo? ” é tão fofo que não aguento, sério mesmo. Já “Licença para Casar” tem Robin Williams de padre. Preciso dizer mais alguma coisa? E aí, qual deles você vai assistir primeiro? Conta para mim.

 

Netflix, Filmes e Casamento. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!

Curiosidades noventa de “As Patricinhas de Beverly Hills”

by

As Patricinhas de Beverly Hills é o meu clássico noventa favorito, mas isso você já sabe, né? 💛

Na semana passada, o filme que fez parte de uma geração de crianças que cresceram amando xadrez, graças a Cher Horowitz, completou 22 anos.

Pensando nisso, não poderia deixar de falar sobre “As Patricinhas de Beverly Hills” também no blog, já que rolou uma homenagem do amor no meu Instagram.

Não é exagero nenhum dizer que eu assisto esse filme pelo menos duas vezes no mês! É muito amor envolvido aqui.

Então, fiz uma listinha com alguns fatos que todo o fã do filme gostaria ou já conhece de saber.

 

Alicia Silverstone nasceu para ser Cher Horowizt, pois ela ganhou o papel sem precisar fazer audição + estudou na mesma escola “Beverly Hills” que serviu de inspiração para o filme.

 

As Patricinhas de Beverly Hills, originalmente iria se chamar No Worries e seria um seriado de tevê.

Paul Rudd presenteou cada um do elenco com um colar de grão de arroz, e nele tinha os seus nomes escritos.

O filme foi gravado em 40 dias.

Existem 53 tipos diferentes de estampas xadrez que aparecem no filme.

Paul Rudd usou muitas roupas do seu acervo pessoal para compor o guarda-roupa de Josh, como a camiseta “Anistia Internacional”.

A diretora Amy Heckerling aparece no final do filme como uma das damas de honra da professora Geist.

 

Cher trocou de roupa 63 vezes no filme, socorro! Na época, Alicia ficou com todas as peças que usou no filme – grito, socorro – mas ela acabou dando tudo com o passar dos anos.

 

 

Ufa, se eu pudesse continuaria aqui escrevendo várias outras curiosidades desse clássico noventa que me completa, mas não caberia em um único post. E aí, qual curiosidade você gostou mais? Conta para mim.

 

Clueless, Clássicos e Anos 90. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!