Tag Archives Infância

5 lições que aprendi com os clássicos aniversariantes de junho da Disney

by

O mês de junho foi tão magia Disney que precisava falar disso aqui, sério 

 

Se você viveu a sua infância entre os anos 80, 90 ou início de 2000, a probabilidade de ter assistido muita animação Disney em VHS é grande!

Acho digno você se preparar para a vontade de assistir esses clássicos na Netflix depois de ler esse post 

Já que alguns clássicos Disney que os meus pais alugaram para mim lá em “1990 alguma coisa” sopraram ou ainda vão soprar velinhas em junho, resolvi listar 5 lições que aprendi com eles.

1. O Rei Leão, 1994

“Quando o mundo vira as costas para você, você vira as costas para o mundo” – foi a frase dita pelo Timão que coloquei em prática ainda na infância numa vez em que ninguém quis ser a minha dupla no trabalho da escola, e sozinha tirei a nota mais alta da turma.

2. Lilo e Stitch, 2002

“Ohana quer dizer família, família quer dizer nunca mais abandonar, ou esquecer” –  foi a frase dita pelo Stitch que mostrou para mim que mesmo que não seja perfeita, a minha família é a coisa mais preciosa que tenho na vida.

3. O Corcunda de Notre Dame, 1996

“A minha vida toda você disse que o mundo era um lugar cruel e sombrio. Mas agora vejo que o que há de cruel e sombrio são pessoas como você” –  foi a frase dita pelo Quasimodo que me fez perceber que às vezes as pessoas dizem coisas com um único objetivo: machucar.

4. Toy Story 3, 2010

“O que faz o Woody especial é que ele nunca desiste de você. Nunca. Ele vai estar contigo para o que der e vier” – foi a frase dita pelo o Andy que mostrou para mim o quanto fui feliz com os meus brinquedos, e que sem eles a minha infância teria sido bem menos divertida.

5. Hércules, 1997

“Um verdadeiro herói não é medido pelo tamanho de sua força, mas a força de seu coração” – quando ouvi essa frase em Hércules percebi que a minha força para enfrentar as pessoas estava dentro de mim.

Sim, todas essas frases fizeram parte de momentos reais da minha infância ou da minha fase adulta, no caso de Toy Story 3 

Sabe quando você escuta um estalo imaginário saindo de dentro da sua cabeça, e te dizendo: é isso! É exatamente o que essas frases fizeram comigo. E aí, você tem algum clássico Disney que te ensinou algo? Conta para mim.

 

Disney, Infância e Frases. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!

5 filmes da Sessão da Tarde que completam 30 anos em 2017

by

Só de imaginar esses clássicos da Sessão da Tarde completando 30 anos já fico sem ar 

Se você foi uma criança noventa com certeza passava as tardes assistindo aos clássicos dos anos 80 na tevê.

Eu posso afirmar que a minha veia cinéfila surgiu graças a Sessão da Tarde e me sinto privilegiada por ter conhecido tanto filme do amor graças a ela.

Sim, a minha paixão pelo meu cineasta favorito John Hughes surgiu graças ao meu controle remoto 

filmes-sessão-da-tarde-30-anos

Mas entre tantos amores inesquecíveis que surgiram por lá, eis que cinco deles estão prestes a completar 30 aninhos!

 

Os Garotos Perdidos

Dirty Dancing

Alguém Muito Especial

Três Solteirões e um Bebê

Namorada de Aluguel

 

O primeiro filme de vampiro que lacrou o meu coração foi “Os Garotos Perdidos” com o meu crush Kiefer Surtherland, vulgo David.

Ele conta a história de dois irmãos que se mudam para a cidade de Santa Clara com a sua mãe. Apesar do lugar ser bem parado, coisas estranhas começam a acontecer quando Michael (irmão mais velho) resolve se juntar ao bando de vampiros David.

O nosso eterno vó Richard Gilmore faz esse filme 

 

O único filme da lista que eu não conheci na Sessão da Tarde, e sim, ouvindo a trilha sonora na patinação da minha prima.

“Dirty Dancing” é o musical que mostra as férias da família Houseman no resort Catskills. Graças a melancia, Baby tem o seu primeiro contato com a dança e com o Johnny Castle. Além de aprender uma coreografia lacre, leva o instrutor de brinde.

Sem exagero, esse é o filme que mais assisti na vida! 

É claro que tinha que ter clássico do amor de John Hughes aqui, né non? Sim, estou falando de “Alguém Muito Especial”.

Ele conta a história do meu ruivo lacrador Keith Nelson que tem um crush pela garota mais popular do colégio. Na tentativa de conquista-la, ele pede ajuda para a sua melhor amiga Watts que é apaixonada por ele.

Spoiler: Keith e Watts protagonizam uma das minhas cenas de beijo favoritas do cinema 

 

“Três Solteirões e um Bebê” é aquele clássico que você assistia já pensando na lenda urbana do menino fantasma.

O filme fala sobre três amigos que dividem um apartamento e de repente encontram um bebê na porta de casa. A pimpolha é supostamente filha de um dos muitos casos de Jack e acaba arranjando muita confusão.

Apenas um dos filmes mais clássicos da minha infância “Sessão da Tarde” 

 

“Namorada de Aluguel” é o meu filme favorito do Patrick Dempsey que faz o meu coração bater mais rápido e mais lento até hoje.

Ronald Miller sempre sonhou em ser popular na escola, mas quando descobre que a “garota dos sonhos” precisa de 1000 dólares ele tem uma ideia bem cagada. Ronald resolve emprestar o dinheiro em troca de Cindy fingir ser a namorada dele.

Quem nunca sonhou em andar com o crush no cortador de grama, pela mor 

 

E aí, qual desses quase trintões trouxe muita confusão para as suas tardes? Conta para mim.

Sessão da Tarde, Anos 80 e Filmes. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!

Lista do amor de filmes infantis para assistir na Netflix

by

Filmes para comemorar o nosso lado criança na Netflix 

Eu sei que a gente já deixou de ser criança faz tempo, mas uma das coisas mais legais dessa época foram os filmes que marcaram a nossa infância. Vai dizer que não?

Hoje eu fiz uma lista do amor só com filmes e séries infantis para você ser criança outra vez. Sim, tudo isso porque semana que vem é oficialmente o “Dia das Crianças”.

Eu lembro até hoje que a boneca Susi Colegial foi o meu último presente de Dia das Crianças que ganhei aos 11 anos   

netflix-filmes-dia-das-criancas

Os Batutinhas

O Jardim Secreto

Jumanji

Um Maluco no Pedaço

As Aventuras do Ursinho Pooh

Mighty Morphin Power Rangers

 

Vale lembrar que eu tenho apenas “O Jardim Secreto” na minha coleção, mas eu morro de vontade de ter todos em casa.

Outro presente que ganhei nessa época foi a épica boneca da Ranger Rosa que virava a cabeça. Isso era muito amor e ostentação infantil, sério.

Eu recomendo que você comece com a doçura de “As Aventuras do Ursinho Pooh”, porque a Disney nos lembra o quanto a vida fica melhor com amigos. E aí, o que achou da lista? Conta para mim.

Netflix, Filmes e Infância. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!

Ilustras mostram os clássicos sapatos das Princesas Disney inspirados em marcas famosas

by

É muito difícil encontrar uma mulher que não seja doida por um par de sapatos, tênis, sapatilha ou algum tipo de calçado fofo, mas a ideia fica ainda mais legal quando associam isso aos clássicos pares de sapatos das Princesas Disney. A artista e também designer do estúdio de animação da Walt Disney, fez uma releitura dos sapatos das nossas princesas inspirados em marcas famosas como Louboutin, Valentino, entre outros em sua conta no Instagram.

Nem a Cinderela vai querer o sapatinho de cristal dela depois dessas ilustras

01

É claro que o resultado ficou brilhante, muito brilhante. Não consegui encontrar um adjetivo melhor do que esse, porque ela conseguiu deixar os sapatinhos ainda mais glamourosos.

Ariel, Bela, Branca de Neve e Jasmine

21

17

09

07

Mérida, Gisele, Mégara e Rapunzel

15

03

045

12
Kida, Tiana, Elsa e Anna

02

14

18

16

Sally, Wendy, Alice e Sinininho

20

11

08

13

Jane, Pocahontas, Fada Azul e Esmeralda

19

04

10

06

Quanta coisa linda e perfeita reunida em um mesmo lugar. É a única coisa que eu consigo pensar depois de favoritar, desejar e pedir uma coleção urgente inspirada nestes sapatos. Impossível escolher um favorito, sério. Todos estão incríveis e cheios de detalhes inspirados nas roupas das princesas ou até mesmo no próprio sapatinho original. E aí, qual deles você usaria para ontem? Conta para mim.

Disney, Sapatos e Princesas. Tudo isso É Muito Supimpa Girl! 

O clássico “A Bela e a Fera” completou 24 aninhos encantados neste domingo

by

O castelo está em festa essa semana, porque no dia 22 de novembro de 1991 uma das princesas mais amadas surgia para encantar não só uma certa Fera, mas também gerações de crianças, adolescentes e adultos. Bela vive em uma pequena aldeia na França, mas ela é considerada uma garota estranha pelos seus moradores – tão distraída lá vai ela…

O clássico é um dos mais prestigiados do estúdio, além de ser lembrado por ter sido o primeiro e único filme de animação a ser indicado ao Oscar de melhor filme. E para completar, ele foi o primeiro a quebrar a barreira dos $100 dólares no seu lançamento original.

01

É claro que não poderia deixar de mencionar algumas coisinhas que fazem com que ele seja um dos filmes mais lindos, apaixonantes e encantadores já produzidos pela Walt Disney.

1. A Bela e a Fera foi o primeiro filme que assisti em VHS na vida. Foi em meados de 1994 e desde então o amor só cresceu. Oh, abertura emocionante e nostálgica essa, viu?

12

2. Bela nos ensinou a importância de ter o hábito de ler livros, viajar para lugares distantes com duelos de espadas e conhecer príncipes encantados muito antes da Matilda.  

04

3. O vestido mais bonito das princesas é dela, minha gente. O amarelinho mais apaixonante da Disney só combina com a nossa Bela, porque todo mundo sabe que sentimentos são como uma canção…

06

4. Bela nos ensinou a enxergar a beleza interior daquele cara que ninguém dá bola, porque o feio de ontem é o gato de amanhã. Mas vamos combinar que a Fera era uma gracinha todo peludinho também, né? 

03

5. Já que mencionei a Fera, vulgo príncipe Adam vale lembrar que ele é o príncipe mais gato da Disney. 

07

6. A canção “Beauty and  the Beast” continua sendo uma das músicas mais emocionantes de todos os tempos. É sério, impossível não ficar chorosa quando Céline começa a cantar ao lado do Peabo Bryson.

08

7. A xícara mais fofa, o candelabro mais charmoso, o relógio mais engraçado e o bule mais amoroso fazem parte desse filme. Preciso dizer mais alguma coisa?

09

8. A Bela e a Fera tem o vilão bonitão mais legal da Disney. Sim, é claro que estou falando do Gastão. Ele representa tudo que nós mulheres odiamos em um homem, mas reconhecemos que o filme não seria o mesmo sem o nosso primitivo.

10

9. Bela é a única princesa que faz até um marmanjo chorar só para provar que a letra de The Cure está errada. Olha só essa cena, pela amor de Deus! 

11

10. Depois de tudo isso só me resta cantar aqui e terminar esse post chorando. Sim, eu sempre choro no refrão.

13

Não dá para não querer assistir o filme depois disso tudo, né? É muito amor noventa, é muito amor Disney, é muito amor envolvido. E aí, qual é o seu sentimento por este clássico? Conta para mim.

Disney, A Bela e a Fera e Clássicos. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!