Tag Archives John Hughes

Série de ilustras fofas fazem tributo aos clássicos oitenta de John Hughes

by

Não estou nada bem com essas ilustras do amor de John Hughes 

 

O ilustrador americano Dennis Salvatier criou uma série de ilustras muito, mas muito fofas mesmo inspiradas nos clássicos dos anos 80 do cineasta.

Acho digno você respirar fundo, porque se for dele como eu sou vai dar gritinhos 

Os personagens principais de cada filme ganharam uma versão cheia de amor e com algumas referências relacionada as suas respectivas histórias.

Clube dos Cinco, 1985

Os cinco amigos desse icônico filme conseguiram me deixar ainda mais apaixonada! Apenas, berro para a referência de “Eat My Shorts”.

Curtindo a Vida Adoidado, 1986 | Férias Frustradas, 1983

Não estou sabendo lidar com essa versão fofa do nosso rei Ferris Bueller. E o que dizer da carinha do Cameron?  

Já a família mais loucamente demais dos anos 80 está ainda mais amor. Aliás, esse é de longe o melhor filme da série.

A Garota de Rosa Shocking, 1986 | Gatinhas e Gatões, 1984

Pausa para admirar, amar e querer afofar o topete do Duckie. E essa mãozinha da Andie olhando para o Blane é para se apaixonar.

Olha só que amor esse bolo cupacke na mão do Jake Ryan! E esse sorriso metalizado do Ted está igualzinho.

Mulher Nota 1000, 1985 | Alguém Muito Especial, 1987

Ainda não superei esse sutiã na cabeça e cara deles igualzinha à cena em que a “criação” deles aparece.

Socorro, ele fez a Watts as segurando baquetas e usando as luvas que são tão marcantes no figurino dela. Estou passando mal!

É impossível eu escolher apenas uma ilustra, porque eu estou amando forte todas. Eu adorei os detalhes no figurino, as referências usadas e a homenagem.

John Hughes é o meu cineasta favorito, amado e admirado, então é impossível eu não babar aqui. E aí, o que achou das ilustras? Conta para mim.

 

Ilustras, John Hughes e Anos 80. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!

Projeto “12 Filmes em 1 Ano”: 1# Clube dos Cinco de John Hughes

by

Clube dos Cinco é o tipo de filme para guardar para a vida, sério 

 

Acredite, foi uma tarefa muito difícil escolher qual seria o filme que iria abrir o meu projeto “12 Filmes em 1 Ano”, mas deixei o coração me levar.

“E essas crianças em que você cospe enquanto elas tentam mudar seus mundos, são imunes aos seus conselhos, elas sabem muito bem pelo o que estão passando. ” David Bowie

projeto-clube-dos-cinco-john-hughes

John Hughes foi o cineasta que mais entendeu o que os jovens da época sentiam, aliás o mesmo sentimento que é compartilhado até hoje pelas novas gerações que surgiram ao longo desses 30 anos.

 A primeira vez que assisti “Clube dos Cinco” foi quando eu ainda era uma pequena gótica suave durante a minha infância noventa. 

Clube dos Cinco aborda os rótulos que todo mundo gosta de colocar nas pessoas, mas ninguém gosta de ter. Além de como isso pode influenciar negativamente nas nossas vidas.

Aliás, isso faz parte da lição mais importante que o filme trouxe para mim: você pode perder a chance de conviver com pessoas incríveis por conta do seu preconceito idiota.

“Mas acho que você está louco por nos fazer escrever um texto dizendo o que nós pensamos de nós mesmos. Você nos enxerga como você deseja nos enxergar. ” 

Cérebro, Atleta, Caso Perdido, Princesa e Criminoso foram as vozes que deram vida ao desabafo real de uma das cenas mais icônicas do filme!

É a cena em que cada um explica o motivo que os deixou de castigo na escola em pleno sábado de manhã.

Durante o diálogo, eis que surge a frase que também faz parte de uma das lições que aprendi: “Todos nós somos bem bizarros. Alguns de nós apenas são melhores escondendo, só isso”.

Eu disse desabafo real, porque não tinha falas no roteiro original e John Hughes autorizou os atores a improvisarem. Tipo, coisa de gênio! 

A trilha sonora me inspira, porque músicas como “Don’t You Forget About Me” e “We Are Not Alone” possuem letras que falam por mim.

Mas a lição essencial que pude tirar desse filme é lembrar todos os dias que a sociedade me vê do jeito que ela quiser, mas não posso me esquecer de quem eu realmente sou.

Isso responde a sua pergunta? Sinceramente, o Clube dos Cinco.”

Projeto, Filmes e Anos 80. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!

*Não autorizo outras blogueiras realizarem esse projeto.  Pela mor, vamos respeitar a blogosfera

Lista com novidades no catálogo para assistir na Netflix em janeiro

by

Coração acelerado com tantos filmes crush que estão na Netflix 

Eu preciso confessar que a listinha do amor desde mês promete fazer o seu coração bater mais rápido e mais lento ao mesmo tempo. É sério!

Definição de filmes crush: filme com ator ou atriz que você queria ter para você ou ser BFF 

netflix-crush-janeiro

Agora que você já sabe a minha definição posso continuar escrevendo esse post sem maiores problemas.

Pensando nisso, eu resolvi fazer uma lista só com os filmes que possuem algum personagem que eu amo incondicionalmente, vulgo crush e que são novidade no catálogo!

Já aviso que a probabilidade de você gritar “meu deus, olha esse filme! ” é muito grande 

 

Gatinhas e Gatões

Abracadabra

Clube dos Cinco

Bonequinha de Luxo

O Show de Truman – O Show da Vida

Scott Pilgrim Contra o Mundo

 

Eu recomendo que você comece com “Clube dos Cinco”, porque esse filme sempre será um dos melhores dos anos oitenta!

 Agora, se você quer mais “John Hughes Forever” só faça dobradinha com Gatinhas e Gatões.

Nem preciso mencionar que você necessita assistir as irmãs Sanderson de Abracadabra. Um dos filmes mais amor de infância da minha vida!

Pela mor, Scott Pilgrim Contra o Mundo é um filme maravilhoso se você ama o universo dos games. Aliás, o filme é tão legal que nem precisa ser geek para gostar, viu? E aí, o que achou da lista? Conta para mim.

 

Netflix, Novidades e Crush. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!

Playlist com 15 músicas dos filmes de John Hughes

by

A playlist de hoje foi inspirada nas músicas que tocam nos filmes de John Hughes. Ele é o meu cineasta favorito, além de ter feito trilhas sonoras incríveis 

playlist-hughes-movies

Então, eu resolvi juntar o meu vício saudável pelos filmes e também pelos personagens que me fazem querer ter a minha vida escrita por ele sempre que eu assisto um dos seus clássicos em uma única playlist. Só para começar a semana com muito amor de diferentes décadas.

As músicas fazem parte da trilha sonora dos principais filmes da carreira de Hughes e alguns deles são os meus prediletos e me pego assistindo pelo menos uma vez por mês!

Eu listei quinze canções que só de ouvir você vai saber de qual longa ela pertence. Mas é claro que pode acontecer de você não conhecer algumas delas, logo eu sugiro que faça o seguinte:

Feche os olhos e tente adivinhar de qual época ela é. Se mesmo assim estiver difícil, jogue a música no Google e depois eu recomendo que coloque o filme na sua lista agora mesmo! 

“Clube dos Cinco”, “Construindo uma Carreira”, “Férias Frustradas” e “Beethoven, O Magnífico” são só alguns dos filmes que serviram de inspiração.

Mas a playlist também serve se você curte conhecer novos vícios, escutar músicas antigas ou simplesmente é fã de John Hughes. Agora vem ouvir todo esse love lá no Spotify e aproveita para me seguir também. E aí, o que achou da playlist? Conta para mim.

Playlist, Cinema e Musicais. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!

10 trechos de músicas dos anos 80 que me definem

by

Se você é leitora assídua do blog sabe que a minha veia nostálgica pulsa diariamente pelas décadas de 80, 90 e 2000. Mas o meu amor fica ainda mais intenso quando o assunto é música antiga. Por isso, resolvi mostrar para vocês 10 trechos de músicas dos anos 80 que me definem completamente.

molly-ringwald-80s

É claro que a lista é enorme e tive que deixar várias de fora e separar por décadas, mas mesmo assim esse treco de escolher não é tarefa fácil. Oh só a lista dos anos 90 aqui

Para começar com muito amor, eis a canção oitenta que eu mais amo na vida. Não é coincidência ser o tema de cinco amigos que se conheceram numa manhã de sol.

música-anos-803

A música é brega (eu sei), mas é clássica, é intensa, é do Bon Jovi! Não preciso dizer mais nada.

música-anos-801

Chega até ser irônico eu gostar dessa música, pois paciência teoricamente não faz parte do meu vocabulário. Mas a letra dessa canção é tão amor que me acalma mais que suco de maracujá.

música-anos-802

The Cure é a minha banda favorita dos anos 80 e eu sou completamente apaixonada pelo videoclipe, pela vibe dessa música e por essa letra do amor.

música-anos-804

Meu camelão mais lindo do mundo é dono de diversas canções que servem de inspiração diária para mim, mas como o assunto é oitenta essa é a minha favorita da década. Sim, faz parte da trilha de “Labirinto – A Magia do Tempo”.

música-anos-805

INXS faz parte daquele tipo de banda que todo mundo deve conhecer alguma música, mas nem sempre sabe disso. A lista do amor é enorme, mas essa é apaixonante demais.

música-anos-806

É lógico que a minha favorita tinha que ser uma das canções mais polêmicas da década. Rainha, né amores?

música-anos-807

Outra paixão Brat Pack que não saem do meu celular pertence a música que espero tocar ansiosamente no final do filme.

música-anos-808

Aquela música que nem consegue cantar o refrão sem desafinar, mas que não está nem aí de tão boa que ela é. E o videoclipe então? Amor, define.

música-anos-8010

Aerosmith é uma das minhas bandas favoritas e o ápice do meu amor por ela pertence a outra década, mas existem algumas canções que não resisto assim como essa. E aí, temos músicas dos anos 80 em comum? Conta para mim.

música-anos-809

 Anos 80, Música e Amor. Tudo isso É Muito Supimpa Girl!